Bio

INÍCIO

Nasci em Goiânia (Goiás), mas moro em Campinas (São Paulo) desde meu primeiro ano de vida. Quando criança, em meados dos anos 1980, passei dois anos em Chicago (EUA) com minha família. Tive um forte envolvimento com a música durante toda a minha adolescência, tendo tocado em diversas bandas de rock e experimentalismos eletrônicos, até meados dos anos 2000. Em 1994 ingressei do Curso de Graduação em Ciências Sociais da Unicamp, iniciando uma trajetória acadêmica que se estende até o presente, como detalho melhor abaixo.

:::::::::: ATUAÇÃO PROFISSIONAL :.
Entre agosto de 2009 e abril de 2010 fui professor Adjunto-I de Sociologia do Departamento de Ciências Humanas (DCH) da Universidade Federal de Alfenas (Unifal-MG). Nesta condição, ministrei disciplinas de Sociologia e Antropologia em diversos cursos de Graduação (Ciências Sociais, História, Geografia, Pedagogia, Fisioterapia, Odontologia e Nutrição).

Entre abril de 2010 e fevereiro de 2011, fui professor Adjunto-I de Antropologia no Departamento de Ciências Sociais (DCSo) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Nesta condição, ministrei a disciplina Antropologia da Saúde para os cursos de Graduação em Ciências Sociais, Psicologia e Fisioterapia.

Desde fevereiro de 2011, trabalho como professor MS-3 de Sociologia no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), lecionando, orientando pesquisas nos Cursos de Licenciatura e Bacharelado em Ciências Sociais e no Programa de Pós-Graduação em Sociologia (PPGS), atuando em cargos administrativos, representações, comissões etc. Algumas de minhas principais atividades no IFCH até o momento foram:

  • Coordenação do Curso de Graduação em Ciências Sociais – Sou, desde abril de 2022, Coordenador do Curso. Antes disso, fui: Coordenador do Curso entre outubro de 2013 e setembro de 2015; Coordenador Associado entre fevereiro de 2011 e setembro 2013 (acompanhando o final da gestão de Andréia Galvão, e toda a gestão de Roberto do Carmo) e depois entre abril de 2020 e março de 2022 (acompanhando a gestão de Joice M. Vieira); e Representante do Departamento de Sociologia na Comissão de Graduação (CG) entre fevereiro de 2017 e março de 2020;
  • Projeto Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID-CAPES) – Sou, desde agosto de 2022, Coordenador de Área, junto com Márcio D. Custódio (DF/IFCH), do Subprojeto Interdisciplinar Sociologia e Filosofia do PIBID-Unicamp. Antes disso, fui: em 2013, Coordenador de Área do Subprojeto Sociologia do PIBID-Unicamp; e entre agosto de 2018 e janeiro de 2020, Coordenador de Área, junto com Rafael R. Garcia (DF/IFCH), do Subprojeto Multidisciplinar Sociologia e Filosofia do PIBID-Unicamp.
  • Extensão – Fui, no primeiro semestre de 2014, professor responsável pelo Curso de Extensão “FCH-0015 – Igualdade, identidade e bem comum: elementos da organização social” oferecido para professores da Fundação Municipal de Ensino Comunitário (FUMEC-Campinas).

Em dezembro de 2017, recebi, da Reitoria da Unicamp, o Prêmio de Reconhecimento Docente pela Dedicação ao Ensino de Graduação.

:::::::::: FORMAÇÃO e PESQUISA :.
Ingressei no curso de Graduação em Ciências Sociais do IFCH-UNICAMP em 1994. Desenvolvi pesquisas de Iniciação Científica no Centro de Estudos de Migrações Internacionais (CEMI) e no Núcleo de Estudos de População (NEPO) entre 1995 e 1996, sob a orientação da Profa. Dra. Teresa Sales. Em 1999 conheci o professor Laymert Garcia dos Santos em um curso de graduação e, depois de ler o seu texto “Bill Viola, xamã eletrônico”, passei a trabalhar com ele em uma monografia de conclusão de curso. Laymert me iniciou naquilo que hoje eu chamo de “tradição menor” da filosofia, com ênfase na tríade Bergson-Simondon-Deleuze/Guattari.

Graduei-me em 2000 e ingressei no Mestrado em Sociologia em 2001, sob orientação de Laymert Garcia dos Santos, para investigar as relações entre música eletrônica de pista e xamanismo. Entre 2002 e 2007, frequentei as reuniões do Grupo de Estudos em Imagem Corporal, sediado na Faculdade de Educação Física (FEF) da Unicamp e coordenado pela Prof. Dra. Maria da Consolação G.C.F. Tavares e pelo Prof. Dr. Edison Duarte, ambos da FEF.

Obtive transferência direta para o Doutorado em Ciências Sociais em 2003, mesmo ano em que fundei o Grupo de Pesquisa Conhecimento, Tecnologia e Mercado (CTeMe) junto com Laymert e outros 10 mestrandos e doutorandos de diferentes áreas da Unicamp. Defendi minha tese Música eletrônica e xamanismo: técnicas contemporâneas do êxtase em 2 de outubro de 2006, diante de uma banca composta por Eduardo B. Viveiros de Castro (PPGSA/UFRJ), Marcio Goldman (PPGSA/UFRJ), Mauro W. Barbosa de Almeida (PPGSA/IFCH/UNICAMP) e Vanessa R. Lea (PPGAS/IFCH/UNICAMP).

Participei, durante o ano de 2007, do Programa de Formação de Quadros Profissionais do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP), com bolsa CAPES e sob supervisão do Prof. Dr. José A. Giannotti. Entre 2008 e 2010 desenvolvi pesquisa de Pós-Doutorado no Departamento de Sociologia IFCH-UNICAMP, sob supervisão de Laymert Garcia dos Santos e com financiamento da FAPESP, sobre a relação som-movimento na música eletrônica de pista. Durante o ano de 2016, desenvolvi pesquisa de Pós-Doutorado junto ao Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e das Técnicas e Epistemologia (HCTE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), sob supervisão de Ivan da Costa Marques (NCE-HCTE/UFRJ), sobre a sociologia transindividual de Gilbert Simondon.

Em 2008 coordenei, junto com Emerson Freire, o décimo primeiro número da revista portuguesa Nada (Lisboa), com artigos originais, traduções e entrevistas.

Junto ao Grupo de Pesquisa CTeMe (cuja coordenação divido, desde 2011, com: Marta M. Kanashiro; Márcio Barreto; e Rafael Alves da Silva), participei da organização dos seguintes eventos: Arte, tecnociência e política (IFCH/UNICAMP, 25/10/2004); Einstein hoje: relatividade e ciências humanas (IFCH/UNICAMP, 07/11/2005); Etnografias da política e políticas da etnografia (27/03/2007); Afecção, sensação, percepção – ambiente máquinas, espíritos (IFCH/UNICAMP e SESC-SP, 17 e 18/08/2008); Informação, tecnicidade, individuação: a urgência do pensamento de Gilbert Simondon (IFCH/UNICAMP, 02, 03 e 4/04/2012); IV Reunião de Antropologia da Ciência e da Tecnologia (IV ReACT) (IFCH/UNICAMP, 24 a 26/09/2013).

Desde 2009, quando atuava como professor de Antropologia no DCSo/UFSCar, venho estabelecendo as bases de um Laboratório de Sociologia dos Processos de Associação (LaSPA), voltado para pesquisas compatíveis com a leitura que passei a desenvolver da Teoria Ator-Rede de Bruno Latour e da filosofia da individuação de Gilbert Simondon. Este laboratório, um desdobramento do Grupo de Pesquisa CTeMe, funciona atualmente no IFCH/Unicamp, tendo já abrigado algumas pesquisas e promovido alguns eventos acadêmicos e publicações. Entre 2013 e 2015, o LaSPA sediou uma pesquisa etnográfica coletiva de Iniciação Científica realizada no Laboratório de Materiais e Baixas Temperaturas (LMBT) do Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW) da Unicamp. Desde o início de 2018, o LaSPA vem abrigando atividades ligadas ao Programa de Pesquisa A agência social dos elementos químicos, incluindo bolsistas de Iniciação Científica (PIBIC-EM) e auxílio social (BAS/SAE). Em agosto de 2018, integrantes do LaSPA fundaram o Grupo de Estudos Gilbert Simondon (GrEGS), que desde então vem realizando encontros quinzenais para a leitura e discussão de textos desse filósofo.

Em 2018, como resultado de esforços desenvolvidos desde 2014 por professores das 3 licenciaturas do IFCH, participei da formação do Laboratório de Licenciaturas do IFCH (L3). Ainda em 2018, fui convidado a colaborar com o Cursinho Popular Dandara dos Palmares, com cujos professores desenvolvi projetos de extensão, auxílio social (BAS/SAE) e apoio às licenciaturas do IFCH até o início de 2020.

Mais detalhes sobre minha formação e produção acadêmicas podem ser encontrados em meu Currículo Lattes. Recentemente fui obrigado a criar um ORCID, mas ainda não tem nada lá…